Que pau gostos aquele, grosso e de 17 cm


BY: poderosa mesmo
Jorge aproveitou que sua mulher viajou e procurou um garoto de programa num site gay. Lá dizia “17 cm grosso, faço com carinho para você sentir prazer”. Ele queria isso mesmo, ligou e se encontraram no motel.
Jorge o esperava no apartamento, e quando ele chegou, pediu que o GP de nome Antônio fosse se despir no banheiro e já vir de lá de pau duro.
Jorge colocou uma toalha por cima do corpo e batom na boca, quando Antônio chegou ele estava de costas e tirou a toalha. Ele estava vestido com uma calcinha de mulher bem enroladinha na parte da bunda e ficou igual a um fio dental.
- Que bundinha linda e branquinha, adoro uma putinha assim – falou Antônio, afrodescendente de 30 anos.
Jorge virou de frente e quando o outro viu os lábios pintados de batom ele tascou um beijo na boca de Jorge. Beijaram-se longamente e Jorge começou a acariciar o pau de Antônio, grosso e durão.
Antônio e Jorge começaram a se excitar muito, e cada um agradava o pau do outro. Jorge o pegou pelo pau e o levou para a cama, e colocou a boca no pau grosso dele. Começou a chupar deliciosamente e Antônio gemia de excitação. Depois de chupar bastante, ele disse:
- Me enraba meu macho.
-Tá veadinho.
Jorge adorava quando o chamavam de veadinho e putinha e seu cuzinho começou a sentir muita vontade de ter aquele pau grosso e duro de 17 cm enfiado em seu cuzinho. Ele virou de bruços e disse:
- Come meu cu meu macho.
- É agora putinha.
Antônio colocou lubrificante no pau e enfiou devagar até chegar ao fim do cuzinho, e deixou lá. Jorge virou a cabeça e começou a beijá-lo na boca.
- Amor eu adoro um pau por trás dentro do meu cu, e adoro sentir o saco batendo na minha bunda.
- E eu adoro uma bundinha branquinha e um cuzinho apertado como o seu.
Antônio começou a meter e tirar devagarinho e Jorge delirava de prazer com aquele pauzão grosso dentro do seu cu, em um vai e vem, vai e vem, vai e vem delicioso.
- Amor vamos trocar de posição, eu sempre quis montar num pau grosso como o seu.
-Tá legal.
Montou no pau dele que ficou de peito para cima e começou a subir e descer naquele pau grosso e muito gostoso. Subiu, desceu, subiu, desceu, várias vezes.
- Meu macho agora me come como se eu fosse uma fêmea.
- Fica na posição frango assado veadinho.
Jorge se deitou de peito para cima e abriu bem as pernas, o outro colocou mais lubrificante no pau e meteu no cuzinho da putinha. Meteu tudo mas bem devagarinho, até que Jorge sentiu o pauzão lá no fundo do seu cu.
Eles se beijaram na boca e o pau entrava e saía bem devagarinho levando os dois à loucura.
- Cuzinho gostoso veadinho.
- Come esse cuzinho come, come essa tua putinha, bem devagarinho com teu pauzão grosso e gostoso.
Ele metia e tirava o pauzão do cuzinho do veadinho, sempre devagar e beijando na boca. A sensação era deliciosa, do beijo na boca com o pau entrando e saindo, 17 cm e grosso, mas sem machucar, porque era colocado com carinho, deixava a putinha nas nuvens de tanto prazer. E o macho adorava meter e tirar naquele cuzinho apertado que dificilmente tinha uma pica gostosa entrando nele, por falta de tempo e oportunidade.
O macho meteu e tirou muitas vezes até que quando ele ia gozar, ele meteu tudo até o final com bem calma, e Jorge sentiu aquele jato morno e maravilhoso lá dentro do seu cu. Antônio tirou o pau do cu da putinha e ela chupou até limpar o -pau todinho.
- Gostou veadinho?
- Sua putinha não gostou, ela adorou o pau do macho dela entrando e gozando lá dentro do cu dela, de verdade. Quero aproveitar bem essa tarde de sábado porque hoje eu estou solteiro, a mulher viajou, daqui a pouco quero que você coma de novo o meu cu, na posição cachorrinho, bem devagar para não doer. Adorei ser comida por você como uma fêmea na posição frango assado.
- É assim que eu faço com a minha mulher, como nessa posição e sempre beijando na boca.
- Ah meu macho assim eu vou ficar com ciúme da sua mulher.
-E eu posso sentir ciúme da sua mulher também, adorei comer o seu cu, veadinho, putinha, é mais gostoso que comer a minha mulher, eu vou colocar lubrificante no pau para comer minha putinha na posição que ela gosta, cachorrinho, mas antes vamos tomar uma lata de cerveja. E depois você vai de novo sentir toda a pressão do meu pau grosso de 17 cm entrando e saindo do seu cu.
- Não vejo a hora meu macho, não vejo a hora amor.



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

O Faxineiro Do pau grande e grosso